Nissan March SL CVT 1.6 Automatico 2017 – Review do Mach SL

By | 3 de maio de 2017

Os carros com câmbio automático estão cada vez mais caindo no gosto dos brasileiros, e essa preferência está chegando até no compactos. Segundo pesquisa 40% dos futuros compradores desse tipo de carro querem um com câmbio automático, e com a Nissan não quero ficar sem uma fatia desse bolo, agora o March 1.6 também tem essa opção para sua escolha.

O diferencial desse novo Nissan Match é aquele tem um tipo de cambio chamado de CVT, que é “continuamente variável” como é conhecido, foi criado pela própria Nissan e foi batizado pelo nome de xtronicCVT. Esse tipo de câmbio permite acelerações sem engasgamentos ou trancos beneficiando o prazer ao dirigir. É que ele não têm marchas como os câmbios automáticos convencionais, funciona com duas polias de diâmetro variável ligadas por uma Correia metálica, à medida que o carro acelera ou desacelera elas criam uma infinidade de relações sempre deixando a mais indicada para o momento, caso seja necessário tem ainda por estão low que segura cambio em relações reduzidas para ter mais força/tração em baixas velocidades, além disso tem um botão na alavanca de seleção que desliga o chamado overdrive, que faz com que o câmbio trabalhe com relações mais curtas permitindo acelerações e retomadas de velocidades mais ágeis. Outro detalhe interessante do câmbio é que ele consegue manter o consumo de combustível em níveis bem aceitáveis, no circuito cidade estrada que foi usado para fazer o levantamento chegou a boas médias 8,7 Km por litro de etanol e de 12,2 Km por litro de gasolina, e o desempenho em relação ao March se 1.6 com câmbio manual também continua bom, é que mesmo sendo a pessoa mais pesada com 999 kg ele continua tendo uma boa relação peso-potência, permitindo que o motor 1.6 de apenas 111 cavalos e 15,1 kg de torque dê conta do recado, o restante esse March com câmbio CVT é exatamente igual aos outros.

Por fora só a plaqueta na traseira com o selo XtronicCVT identifica o modelo, o acabamento abusa do plástico duro mas possui bons arremates, no quesito mordomia a versão SL oferece ar-condicionado digital e sistema multimídia com tela de 6,2 polegadas sensível ao toque, Bluetooth, câmera de ré e ainda funciona como um tablet por meio do wi-fi do celular, tem lugar para 5 pessoas, mas quem vai ao meio do banco traseiro é incomodado pelo pequeno túnel no assoalho e o fim do console, sem falar que no meio não tem apoio de cabeça e nem cinto de 3 pontos. fica devendo o importante controle de tração e estabilidade, e andando o barulho do vento incomoda quando se passa dos 80 km/h, detalhe fica evidenciado já que o câmbio CVT faz o motor trabalhar em baixas rotações na estrada.

Enfim, com comportamento previsível em curvas, direção elétrica precisa e freios progressivos, esse March agrada na agilidade e traz prazer ao dirigir, pena que para se ter o conforto do câmbio automático nele é preciso de um botar quase R$5000 a mais! Confira abaixo os preços:

March SL manual: R$53.590

March SL CVT: R$58.390

Uma diferença e tanto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *