Harley Davidson Forty Eight – Conheça uma super esportiva da Harley

By | 11 de maio de 2017

O motor até menorzinho, mas na régua as dimensões da moto ainda são generosas, mesmo assim a Harley Forty Eight (48) ainda passa a impressão de ser compacta. Um detalhe que ajuda bastante na proposta é o tanque de combustível, que é bem pequeno, porém tem efeitos colaterais pois prejudica muito autonomia, obrigando a chateação das constantes paradas os postos combustíveis, falha grave em uma Harley conhecida justamente por dominar as estradas.

Diferente no visual o motor obedece a centenária tradição Harley Davidson, motor em dois cilindros em V e é refrigerado a ar, até incomoda vibração foi mantida mesmo bloco sendo apoiado em coxins de borracha. uma sequela do motor sem refrigeração líquida é que esquenta bastante e cozinha o piloto, pelo menos é equipada com injeção eletrônica e um toque para calar a boca de qualquer defeito ou imperfeição, 9,0kgfm.

O câmbio também parece um tanto tradicional com 5 marchas, mas a corrente de transmissão foi substituído por uma moderna correia que dispensa manutenção, além mais fácil de barata de manter são super silenciosa, infelizmente não podemos dizer o mesmo no câmbio em si, as trocas de marchas são feitas quase aqui na marra mesmo, que vêm acompanhadas de pancadas e barulhos que dão até calafrio.

Na hora de rodar o melhor da história, com um torque vigoroso dispensa até a exigência da sexta marcha, basta acelerar quinta que o V2 tosse mas se recupera e dá conta do recado em grande estilo. A posição de pilotagem até mais típico estilo Custom, o piloto vai com os pés bem esticados em banco tipo selim, mas é egoísta só leva um. O estranho são as pedaleiras bem salientes, pelo menos ficam no caminho dos pés na hora de parar. O estilo Pode até parecer padrão Harley Davidson de ser, mas os detalhes fazem diferença, os pneus de perfil alto conferência aderência, robustez e a sensação de maior volume. O tanque pequenininho não esconde o motorzão e parece ainda maior, um detalhe old school que da um toque de charme. Os espelhos ao invés  de estar acima ficam abaixo no guidão, pena que não reflete nada do que a gente precisa. O painel também é o estilo velha escola (Old School), simples e solitário. Já os freios são modernos mesmo, o sistema ABS de série e a surpresa que dessa vez funciona o bem para parar os 255 kg da moto. No final das contas a Harley Forty Eight é uma boa representante da família esportiva Old School, com compromisso bem menos sisudo e formal, mas paga-se um preço alto pela ousadia R$39.200 para ser mais exato, ou R$40.100 para quem optar pela pintura especial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *