Chevrolet Spin 1.8 Advantage 2017 – Sem novo visual mas como novo motor

By | 26 de abril de 2017

Chevrolet Spin 1.8 Advantage 2017

Lançado em 2012, as linhas não agradaram logo de cara, mas mesmo assim passou a vender mais no que Meriva e Zafira juntas as duas mini vans que o Spin substituiu, mas ela continua igual desde o lançamento, poderia ter recebido pelo menos a nova identidade Global da marca para não ficar tão defasado no tempo.

Se por fora causa polêmica, dentro cumpre bem o papel de minivan, essa Spin Advantage é a nova versão intermediária com equipamento de série que são os mais procurados pelo consumidor, como ar-condicionado, vidros elétricos, Rodas em liga leve, sensor de estacionamento, rack externo no teto, câmbio automático e o eficiente sistema on-star. Disponível só com 5 lugares ela oferece um bom espaço para todos, e sem os dois últimos bancos que só vem nas versões mais caras do Spin. O porta-malas fica bem maior, são 710 litros de capacidade que fazem a alegria de quem costuma realizar longas viagens com a família, porém se o espaço não é problema o conforto não é dos melhores, é que os bancos especialmente os de trás são desconfortáveis, deveriam ser mais ergonômicos, além disso o banco traseiro é estranhamente menor do que o espaço destinado a ele, outro detalhe que deveria ter revisto é o acabamento, o uso de muito material plástico em um revestimento modesto o deixa simples de mais.

Já na segurança continua devendo o apoio de cabeça e cinto de três pontos para quem senta ao meio do banco traseiro e ainda falta os importantes controles eletrônicos de tração e estabilidade, por outro lado na mecânica o Spin evoluiu bem, como em outros modelos da marca recebeu o pacote ECO para melhorar a eficiência energética, começou pelo regime de 33 quilos no peso, depois na aero-dinâmica uma inédita grade ativa onde as aletas frontais se abrem ou fecham conforme a necessidade de arrefecimento do motor, uma menor altura do solo que deixou a carroceria mais baixa em 10 milímetros e defletores de ar na frente e nas rodas, o problema é que agora a dianteira raspa com facilidade entrada das garagens.

Spin Advantage 2017

Com motor 1.8 como no Cobalt, recebeu pistões, anéis e bielas mais leves, central eletrônica mais rápida e o novo gerenciamento do sistema elétrico, com isso ganhou potência e o torque máximo chega rotação menores, alterações bem-vindas já que a Spin e ficou mais ágil principalmente nas retomadas de velocidade, e de quebra o câmbio automático de 6 marchas tem engates mais rápidos o que ajuda na tarefa,  ganhou Direção elétrica que rouba menos potência incrementando o desempenho, e claro o consumo melhorou, mas mesmo levando-se em conta o tipo de veículo ainda deve o resultado do melhor do que as médias de 7,2 quilômetros por litro de etanol e de 9,4 quilômetros por litro gasolina no circuito cidade-estrada.

Tudo isso foi uma melhora sensível porém a dirigibilidade, com direção elétrica e o novo acerto da suspensão mais baixo e firme a Spin ficou mais agradável de dirigir, se comporta melhor em curvas sem inclinar tanto carroceria e é até mais equilibrado em freadas. Enfim tudo somado, o novo Spin cumpre o que promete no bom espaço interno, na melhora do desempenho e do consumo, mas continua devendo o visual mais bonito e nesta versão intermediária um acabamento melhor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *